Acesse sua Conta

Produtores rurais buscam no Sicoob financiamentos para o Plano Safra 2020/2021

Plano Safra - Cleber Slaviero - Sicoob São Miguel - 400x300

Cleber Slaviero, em Descanso, financiou a construção de um celeiro e comprou matrizes de leite

O Sicoob colocou à disposição dos produtores rurais R$ 16 bilhões para o Plano Safra 2020/2021. O Sicoob SC/RS dispõe de R$ 1,8 bilhão para a safra atual – R$ 100 milhões a mais do que na safra anterior, recursos que vão beneficiar pequenos, médios e grandes produtores rurais do país, para custeio e comercialização da produção e para investimentos em infraestrutura.

“Os recursos do novo plano agrícola já estão disponíveis nas cooperativas do Sicoob até o final de junho de 2021. A boa notícia este ano, além do aumento do volume de recursos, é a redução nas taxas de juros. As diferentes linhas de crédito e as condições de cada uma delas podem ser conferidas com os gerentes das agências do Sicoob”, informou o gerente de Agronegócios do Sicoob Central SC/RS, Rodinei Munaretto.

Ração para animais
O agricultor Adir Zanetti, da comunidade Santo Antônio, em Concórdia, cooperado do Sicoob há 25 anos, financiou com a cooperativa para a safra atual R$ 17,8 mil, para aquisição de ração para animais. Na propriedade de oito hectares, o agricultor mantém uma granja de ovos e gado de corte. Trabalham na propriedade, além de Adir, a esposa, a filha, o genro e dois funcionários. “Sempre que precisei eu procurei a cooperativa. A gente é bem atendido, o pessoal é atencioso, explica tudo certinho e as vantagens são boas. Eu estou muito satisfeito”, disse Zanetti.

Celeiro e matrizes
O associado Cleber Slaviero procurou o Sicoob para fazer reformas em sua propriedade de 39 hectares, localizada no município de Descanso (SC). A principal atividade é a bovinocultura leiteira e a produção de feno para consumo próprio e venda para terceiros.

Nos últimos meses, o agricultor financiou recursos para construir um celeiro para abrigar os animais e fazer a aquisição de matrizes de leite. Antes dos investimentos a produção diária de leite era de 650 litros e atualmente é de 1.450 litros.

“Como associados do Sicoob há muitos anos, procuramos a agência do Sicoob, em São Miguel do Oeste, para ver a possibilidade de captar os recursos para os investimentos. Fomos muito bem recebidos pelos atendentes, e analisando nosso cadastro e as linhas de crédito disponíveis, obtivemos os recursos para os investimentos na propriedade, além de um custeio para a compra de alimentos para os animais. Tudo com muita transparência e agilidade na documentação solicitada e com taxas muito atrativas. Com os investimentos feitos através do Sicoob nossa expectativa é de produzir alimentos com qualidade e maior quantidade para disponibilizar à agroindústria, gerando maior renda ao nosso negócio”, afirmou.

Ampliação da suinocultura
Giovani Munaro é produtor rural em Itaberaba. Em uma propriedade de 37 alqueires, mantém suinocultura e gado de corte, o que garante renda para seis pessoas. Munaro contratou com o Sicoob recursos via BNDES para ampliação da suinocultura.

“Trabalho com o Sicoob há muito tempo, negociamos e crescemos com o Sicoob há vários anos. Por ser uma cooperativa, há uma facilidade grande de acesso, pelo conhecimento das pessoas e pelo suporte, pois utilizam uma linguagem simples e fácil de entender. Praticamente nem saí de casa para resolver a contratação do crédito, negociei com os fornecedores e fui conversando com o pessoal do Sicoob de forma digital.

Com o investimento, a expectativa é aumentar de 1.500 suínos alojados para 2.820. Mas, para isso é importante ter planejamento. Se você não sabe onde aplicar o dinheiro, se você não trabalha com empresas de confiança, se não olha o mercado, as coisas podem não dar certo e o planejamento dá um norte para você saber onde chegar. E, nesse sentido, a cooperativa é uma empresa segura, em que podemos confiar”, assegurou Munaro.

“O produtor rural pode contar com o Sicoob para financiar a sua produção e, apesar de todas as adversidades, o setor está confiante e mais uma vez, catarinenses e gaúchos serão fundamentais para produzir mais alimentos para o Brasil”, disse Rodinei Munaretto, gerente de Agronegócios do Sicoob Central SC/RS.

Fonte: Sicoob Central SC/RS – Assessoria de Imprensa (com apoio do Sicoob Crediauc, Sicoob São Miguel e Sicoob MaxiCrédito).