Acesse sua Conta

Educação Financeira

 

ed financ

 

“Se pretende enriquecer; pense em economizar tanto quanto em ganhar”. Parece óbvio;  para guardar dinheiro é preciso, antes de mais nada, não gastar tudo que se ganha.

Para o tamanho de nossa economia, poupamos proporcionalmente menos que outros países latino-americano, como Chile, Peru e Colômbia. Também ficamos bem atrás de asiáticos como Coréia do Sul e China e de europeus como Itália e Espanha. Angola e África do Sul também poupam mais que o Brasil. Em qualquer comparação que se faça, vamos mal nesse quesito. Aliás, muito mal.

A escolha entre estimular a poupança ou o consumo tem impacto direto no ciclo de crescimento dos países. Em nações que incentivam a poupança, boa parte da riqueza gerada é direcionada para investimentos. O consumo cresce em velocidade menor, mantendo a inflação sob controle. Isso dá base para uma expansão sustentável. Já no Brasil o avanço da economia dá sinais de esgotamento. A inflação decola e o país para de crescer.

“Na China existe a percepção de que a pessoa precisa poupar para ter qualidade de vida. Aqui estamos no outro extremo”.

Este texto foi retirado da revista Exame Ano 48  nº 10  de  28/05/2014.